Read in your language

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Maionese caseira

Tem coisa que todo mundo sabe fazer. Cada um faz do seu jeito, mas todos fazem. Tipo maionese de batatas. Batata, ovo, azeitona, milho, salsinha, pepino azedo, salsicha... ahn? Salsicha? kkk Pois é, tem quem goste!! Resolvi publicar aqui a receita da minha maionese, que não tem nada de mais, além de ser feita à moda antiga. Levei um tempo até aprender, porque todo mundo falava que era fácil e não explicava direito. É bem fácil e todo mundo ama, confira, bem explicadinha:

10 batatinhas cozidas e descascadas - cuidado para não cozinhar demais.
1 ovo cozido - separar clara e gema
1 ovo cru - separar clara e gema
10 azeitonas picadinhas
sal a gosto
primenta do reino a gosto
1/2 xícara de azeite de sua preferência

Em uma tigelinha, misturar a gema cozida com a gema crua. Misturar bem com um garfo até virar uma pasta homogênea. Ir acrescentando, aos poucos, o azeite a essa mistura. Dessa forma: pinga um pouquinho de azeite e mistura. E vai repetindo, bem lentamente para não desandar a mistura. 1/2 xícara de azeite é uma quantidade referência, se você achar que é pouco, pode continuar acrescentando até quanto baste. Caso deseje fazer bastante maionese, acho melhor usar 2 gemas cozidas e 2 cruas. Feito o molho, vamos à próxima parte:

Colocar em um pirex alto as batatinhas, com as azeitonas. Juntar a clara de ovo cozida e picada conforme sua preferência. Temperar com sal e pimenta. Por último, despeje o molho e misture tudo. Prontinho!!

Você pode acrescentar o que mais desejar, salsinha, ervilha, pepino em conserva, cebola, salsicha... rsrsrsrs

Quanto ao uso do ovo cru: Cuidado! Seus ovos devem ser de procedência de confiança e serem armazenados corretamente, no refrigerador. Há tempos não coloco os ovos na porta da geladeira, pois muitas vezes, pelo fato de ficar abrindo e fechando, eles não são refrigerados da melhor forma. Inclusive, nas geladeiras mais modernas, os ovos não estão alocados na porta. Se sobrar maionese, ela deve ser mantida resfriada e ser consumida num prazo máximo de 24h, para evitar qualquer risco de contaminação por salmonela. Tomadas essas precauções, é só aproveitar! Essa receita é feita na minha família há muitos anos (só eu conheço há 30), e nunca ninguém passou mal, rsrsrsrs.

Bjins proceis!

4 comentários:

  1. Que receitinha ótima, Lúcia! O Alexandre AMA salada de maionese. O único problema aí na receita é que eu detesto azeitona e azeite. Nem tem como substituir né? O Alexandre gosta, mas eu não suporto!

    ResponderExcluir
  2. Andava louca atrás de uma receita dessa
    Valeu

    ResponderExcluir
  3. Eu fazia essa receita há uns 30 anos, já tinha esquecido como faze-la, adorei encontra-la aqui. Amanhã mesmo vou colocá-la em prática, adoro maionese caseira!

    ResponderExcluir
  4. ótima amei esta receita!!!!

    ResponderExcluir

E aí? O que achou?